23 de agosto de 2017

Estação Pinheiros da CPTM recebe oficina de arte e vira mirante de peixe gigante

Compartilhe
No lançamento da Virada Sustentável, dia 24, “Pintado”, obra do artista Eduardo Srur, navegará no Rio Pinheiros e fará a primeira parada na estação da CPTM

Para alertar os paulistas sobre a poluição dos rios, a Estação Pinheiros da CPTM, na Linha 9-Esmeralda, será o primeiro ponto de parada das viagens do peixe “Pintado”, uma obra monumental do artista visual Eduardo Srur que navegará pelo Rio Pinheiros por 19 dias.

O lançamento do peixe “Pintado” será às 12h, no dia 24, data de abertura da Virada Sustentável 2017. Na mesma ocasião, a Estação Pinheiros da CPTM receberá a mostra visual intitulada "Peixaria".

A instalação reúne balcões de peixaria com a presença de monitores e educadores que promoverão oficinas interativas direcionadas ao público. A atividade cultural funcionará diariamente, das 10h às 17h. Os usuários poderão criar objetos que remetam a espécies de peixes com variados materiais.

A intervenção do “Pintado”

A obra consiste na representação plástica de um peixe de água doce da espécie Pintado. Com mais de 30 metros de comprimento e 7 metros de altura, ele se deslocará sobre uma plataforma de flutuação ecológica, desenvolvida especialmente para permitir a navegação.

Até o dia 4 de setembro, o peixe percorrerá o canal inferior do Pinheiros entre as pontes Cidade Jardim, Eusébio Matoso e a estação Pinheiros da CPTM, onde ficará exposto durante a noite com iluminação especial.

Simbolizando o fenômeno da Piracema, quando os peixes sobem o rio contra a correnteza d'água para desova, no dia 4 de setembro, o "Pintado" fará a travessia para o canal superior do Pinheiros, através da eclusa da Usina da Traição (próximo ao viaduto da Av. Bandeirantes, na marginal Pinheiros). A obra se deslocará pelas imediações do bairro Morumbi, no trecho entre o Shopping Cidade Jardim, a estação Berrini da CPTM e a ponte Estaiada, até o dia 12.

Para Srur, o conceito da exposição visa provocar a sociedade para um movimento de recuperação do rio Pinheiros e sua bacia hidrográfica. "Serei o primeiro paulistano a pescar no rio Pinheiros no século XXI. O "Pintado" é uma obra de esperança, de futuro, uma obra com as cores e formas perdidas do Pinheiros e de tantos outros rios poluídos no planeta. Quero que as pessoas, principalmente as futuras gerações, saibam que alguém teve a coragem de pescar neste rio contaminado. E que isso sirva de inspiração. Se a nossa realidade é distorcida e as pessoas são incapazes de tomar decisões em favor da vida, o “Pintado” gigante existirá para nos lembrar de que a arte é um caminho possível."

Sobre o artista

Eduardo Srur nasceu em 1974, em São Paulo, onde vive e trabalha. Começou na pintura, mas se destacou nas intervenções urbanas, entre elas "Caiaques" no rio Pinheiros, em 2006, quando instalou 150 caiaques tripulados por manequins. Suas obras se utilizam do espaço público para chamar a atenção para questões ambientais e o cotidiano nas metrópoles, sempre com o objetivo de ampliar a presença da arte na sociedade e aproximá-la da vida das pessoas.

A cidade é o seu laboratório de pesquisa para a prática de experiências artísticas. O conjunto de trabalhos de Srur é uma crítica conceitual que desperta a consciência e o olhar para uma nova estética e o entendimento das artes visuais. Realizou diversas intervenções urbanas na cidade de São Paulo e participou de exposições em muitos países, entre eles Cuba, França, Suíça, Espanha, Holanda, Inglaterra e Alemanha. Mais informações no site: http://www.eduardosrur.com.br


SERVIÇO:

Lançamento do peixe gigante Pintado
Data:  24/08, quinta-feira
Horário: 12h
Local: Estação Pinheiros da CPTM

Oficina “Peixaria”
De:  24/08 a 12/09
Horário: das 10h às 17h
Local: Estação Pinheiros da CPTM (2ª andar, área paga)
Grátis para usuários


CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

22 de agosto de 2017

Homem e mulher são baleados em rampa de acesso de estação da CPTM em Ferraz

Compartilhe
Guardas disseram que mesmo disparo atingiu as duas vítimas.

Um homem de 42 anos e uma mulher de 23 anos foram baleados na noite de segunda-feira (21) em uma rampa de acesso para a Estação Antônio Gianetti Neto, da Companhia Paulista de Trens (CPTM), em Ferraz de Vasconcelos. O autor do disparo fugiu. As vítimas foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Regional, na cidade.

Um boletim de ocorrência de tentativa de homicídio foi registrado na delegacia de Ferraz. Guardas da CPTM relataram que as vítimas andavam na rampa de acesso à Avenida Governador Jânio Quadros por volta das 21h30. Eles disseram que a mulher ouviu um barulho de tiro e viu dois homens correndo, um deles aparentando ser menor de idade. De acordo com a polícia, um único disparo atingiu o pescoço do rapaz e a região da virilha da mulher, que estava na frente dele.

Segundo o boletim de ocorrência, o local ficou prejudicado para perícia, mas não há detalhes do motivo.

A Secretaria Estadual de Saúde informou na terça-feira (22) que as duas vítimas estão internadas na enfermaria e o estado de saúde deles é estável.

Nesta terça-feira, quem trabalha perto da estação ficou assustado ao saber dos disparos da noite de segunda-feira.

O vendedor Felipe Florentino da Silva disse que passava pelo local quando aconteceram os disparos. "Eu ia colocar crédito no celular e ouvi o barulho de tiros e a correria. Eu vi os feridos baleados e fiquei muito assustado no momento dos tiros."

Segundo Silva sempre sai briga na rampa da estação, mas desde que trabalha perto do local é a primeira vez que soube de tiros.



Já o vendedor Mário Martins da Silva, que trabalha do lado da rampa da estação há 10 anos, não estava na hora dos disparos no local. "Não é comum esse tipo de violência perto da estação. Eu acredito que foi um problema da pessoa atingida com quem fez disparo."


G1

Apresentação de dança gratuita acontece na Linha 4-Amarela com Núcleo Luz

Compartilhe
Grupo surpreende os passageiros com coreografias do espetáculo “O lago de nós”

No dia 30 de agosto, quarta-feira, às 15h30, o Núcleo Luz apresenta na Estação Luz da linha 4-Amarela cenas do espetáculo “O Lago de Nós”, com criação e direção de Chris Belluomini. A série de apresentações mensais segue até novembro e tem patrocínio da concessionária ViaQuatro, operadora da linha 4-Amarela de metrô. O Núcleo Luz é parte do programa Fábricas de Cultura, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciado pela Poiesis.

O espetáculo “O Lago de Nós” trata das relações afetivas, do que nos afeta e é afetado por nós, assim como o que nos conecta e nos desconecta, tanto intimamente quanto na interação com o mundo. A coreografia começa com pequenos grupos que vão se somando até completar o elenco composto por 38 jovens, de 16 a 21 anos.

Além de contribuir para a mobilidade urbana, a concessionária ViaQuatro acredita que promover acesso à cultura reforça seu compromisso com a sustentabilidade do seu negócio e ainda possibilita uma experiência de viagem diferente para os passageiros. Este projeto também conta com o patrocínio da Prodesp, ambos por meio da Lei de Incentivo à Cultura.



Sobre o Núcleo Luz

Criado em 2007, o Núcleo Luz faz parte do Programa Fábricas de Cultura, da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, gerenciado pela Poiesis. O projeto oferece a jovens de baixa renda a oportunidade de experimentarem a linguagem da dança de forma mais aprofundada. Os aprendizes de 14 a 24 anos vivenciam atividades corporais e socioculturais, como balé clássico, dança contemporânea e afro, capoeira, música e percussão e literatura, entre outras.
O projeto é gratuito e oferece bolsa-auxílio, alimentação e transporte.

ViaQuatro 

21 de agosto de 2017

Manutenção da tarifa da CPTM e do Metrô não aumentou número de passageiros

Compartilhe
O congelamento da tarifa básica dos ônibus municipais, trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e do Metrô em R$ 3,80 não trouxe mais passageiros para o transporte público da capital paulista.

De janeiro a julho do ano passado, 2,752 bilhões de pessoas viajaram nos três modais. No mesmo período neste ano – sem  o aumento da tarifa, ao contrário do esperado reajuste –, o volume de passageiros subiu só 0,5%, passando para 2,765  bilhões.

As variações individuais indicam, de acordo com as companhias, que houve estabilidade, já que a queda foi de 1,3% no Metrô e os aumentos de 0,7% na CPTM e de 1,1% nos ônibus.

Mestre em engenharia de transportes pela USP (Universidade de São Paulo), Horácio Figueira afirmou que, na maioria dos casos, aumentos e congelamentos não ‘movimentam’ os dois extremos do público: os que dependem exclusivamente do transporte público continuam viajando nos ônibus e nos trens e os que só utilizam o transportes individual não fazem a migração independentemente do preço.

“Essa estabilidade deve até ser comemorada, pois num cenário de desemprego, o natural era que houvesse queda”, afirmou.

https://www.metrojornal.com.br/foco/2017/08/21/manutencao-da-tarifa-da-cptm-e-do-metro-nao-aumentou-numero-de-passafeiros-no-transporte-publico.html

18 de agosto de 2017

Obras alteram circulação dos trens neste fim de semana

Compartilhe

Neste final de semana, dias 19 e 20 de agosto, a CPTM prosseguirá com o programa de obras em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maior intervalo em trechos e horários específicos. Confira a programação e planeje sua viagem:

 

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Franco da Rocha e Francisco Morato. Das 7h às 19h, também haverá intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Baltazar Fidélis e Francisco Morato. 

Das 4h às 21h, os trabalhos serão executados no sistema de rede aérea entre as estações Lapa e Piqueri. Por isso, os trens que seguirem sentido Luz não irão parar para desembarque e embarque na Estação Piqueri. Quem quiser desembarcar nessa estação deverá descer na Estação Lapa e pegar o trem sentido Francisco Morato. Quem quiser embarcar na Estação Piqueri, sentido Luz, deverá pegar o trem sentido Francisco Morato, desembarcar na Estação Pirituba e voltar sentido Luz. 

Durante toda a operação comercial, o intervalo médio dos trens será de 15 minutos entre as estações Luz e Caieiras e de 30 minutos entre Caieiras e Francisco Morato. 

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)    

Sábado: das 13h até o fim da operação comercial, serão realizadas obras de modernização das estações Jardim Belval e Jardim Silveira. O intervalo médio dos trens será de 20 minutos no trecho entre Barueri e Itapevi. 

Domingo: das 4h à meia-noite, prosseguirão as obras de modernização das estações Jardim Belval e Jardim Silveira. Das 8h às 20h, os serviços estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Presidente Altino e Osasco. Neste período, o intervalo médio dos trens será de 30 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi. Nos demais horários (das 4h às 8h e das 20h à meia-noite), o intervalo médio será de 20 minutos entre Carapicuíba e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda (Grajaú – Osasco) 

Sábado: das 20h até o final da operação comercial, haverá intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Socorro e Jurubatuba e entre Ceasa e Villa Lobos-Jaguaré. O intervalo médio dos trens será de 25 minutos em toda a linha.  

Domingo: das 4h à meia-noite, devido aos serviços no sistema de rede aérea, a circulação ficará interrompida entre as estações Presidente Altino e Osasco. O usuário que desejar prosseguir viagem deverá utilizar a Linha 8-Diamante.    

Linha 11-Coral (Luz-Estudantes)

Domingo: das 4h até meia-noite, os trabalhos serão executados nos equipamentos de via permanente entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera. Excepcionalmente, os trens vão circular entre as estações Luz e Estudantes, sem baldeação na estação Guaianases. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado e Domingo: das 4h de sábado até meia-noite de domingo, em razão das obras de implantação da Linha 13-Jade, no trecho entre Eng. Goulart e Comendador Ermelino, o intervalo médio será de 25 minutos em toda a linha.

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros, aos finais de semana, feriados e madrugadas. 

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121. 

CPTM

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).